27.11.07

perigo socrático


aproxima-se a dança de cadeiras em institutos e empresas públicas da mais diversa natureza. há dois anos e meio, quando sócrates tomou posse, afirmou e fez divulgar aos sete ventos, que agora seria o mérito e que o regresso dos concursos públicos seriam a transparência ansiada na administração. pois sócrates tirou dois "impecilhos" do caminho em 24 horas, assim como quem manda varrer o terraço lá de casa. almerindo marques sai da rtp (fica com o odioso do assunto rodrigues dos santos, apesar de sabermos que não foi ele quem o comprou) e antónio laranjo abandona a estradas de portugal, a mesma empresa que tanto brado deu por acusação de desorçamentação para 2008.

almerindo segue para as estradas e guilherme costa, um ilustre sem currículo, passa a mandar na reequilibrada rtp. uma televisão que assumiu o segundo lugar nas audiências e teve pela primeira vez resultados operacionais positivos.

não sei o que vos parece, mas a mim fica-me a sensação que esta mudança só tem um objectivo: calar rodrigues dos santos. será que com a nova administração ele sobe a director?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home