9.12.06

abismos

a noite traz a chuva que de tão forte parece bater-nos à porta. ainda antes, parado numa caixa multibanco da cidade, vi no olhar do mendigo que se abrigava com um cobertor que era o seu mais luxuoso pertence, o abismo de tantos outros a quem uma pequena manta faz a diferença para o conforto. ali ao lado, os mais jovens passeiam em carros que não imaginam o que custam. estranho este fosso cada vez mais claro. impressionante esta experiência. em que estará a esta hora a pensar aqele mendigo enquanto eu, aqui no calor do quarto, ouço a chuva lá fora?

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous francisco said...

estranho mundo este em que vivemos, não?

1:21 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home